Selecione a página

Vito, a versátil van da Mercedes-Benz comemora 25 anos ainda mais segura

Vito, a versátil van da Mercedes-Benz comemora 25 anos ainda mais segura

Confiável, robusto e seguro: o Mercedes-Benz Vito comemora um quarto de século desde que se estabeleceu pela primeira vez como um furgão espaçoso e flexível em muitos setores. Assim como comemora o 25º aniversário de seu lançamento no mercado, a versátil van agora está disponível gratuitamente com o Alerta de Tráfego Traseiro Cruzado em combinação com o Blind Spot Assist. Em linha com o facelift 2020, a Mercedes-Benz Vans introduziu mais segurança e sistemas de assistência ao motorista para o Vito; nomeadamente DISTRONIC, Active Brake Assist e um espelho retrovisor interior digital. Desde o lançamento da primeira geração no mercado em 1996, mais de 1,8 milhões de unidades foram vendidas.

A segurança é ponto forte desta geração do Mercedes-Benz Vito. Entre as novidades esta o Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro permite a detecção de tráfego cruzado até uma velocidade de 16 km/h ao sair de uma vaga de ré. Uma possível fonte de perigo é avisado por gráfico de triângulos vermelhos no espelho, este acompanhado por um som de alerta. Este recurso está disponível em conjunto com o Blind Spot Assist.

Após um novo visual e atualização técnica em 2020, o Vito está mais atraente do que nunca graças aos novos motores diesel de quatro cilindros e uma relação preço-desempenho bem equilibrada. O cliente tem à disposição van de cinco motores a diesel de quatro cilindros da família OM654 e OM622 com uma potência de até (237 cv). O topo de gama Vito 124 CDI com (237 cv) e 51 m.kgf de torque é reservado exclusivamente para Tourer e Mixto com matrícula de automóveis de passageiros. Outras inovações na geração atual de vans Vito incluem o portfólio de entretenimento informativo atualizado, a transmissão automática 9G-Tronic, suspensão a ar AIRMATIC para maior conforto de direção e mais sistemas de segurança.

A primeira geração: com motores a diesel de quatro cilindros e a gasolina montados transversalmente

Em 1996, a Mercedes-Benz apresentou o compacto Vito, uma van na classe de 2,6 a 2,8 toneladas com um design totalmente novo e que marcou o início de uma nova era para veículos comerciais leves. O próprio nome sublinha esta nova era: em vez de usar uma combinação de letras e números, o recém-chegado recebeu o nome de Vito – uma referência direta ao seu “local de nascimento”, a fábrica de furgões com tradição na capital basca, Vitoria-Gasteiz.

Introduzido em Espanha e Portugal no final de 1995, este novo empreendimento aliava um design atractivo a dimensões compactas. Com uma altura de veículos de 1,89 metros, a van de médio porte cabia em todas as garagens. No entanto, a área de carga de 3,6 m² proporcionava uma capacidade de carga de quase 5 m² para que o Vito também pudesse transportar cargas volumosas sem problemas. E com uma carga útil de uma tonelada, o veículo com tração dianteira também era adequado para transportar mercadorias pesadas.

Os motores a diesel e a gasolina de quatro cilindros, montados transversalmente, exigiam um espaço mínimo de instalação, enquanto apresentavam baixo consumo de combustível e desempenho de direção atraente. Especialistas da indústria e profissionais de comércio aplaudiram o novo veículo imediatamente e votaram nele como “Van do Ano 1996”. Graças ao facelift em 1999, a demanda pelo Vito continuou alta. Em 2003, a Mercedes-Benz vendeu quase 473.000 veículos de primeira geração.

A segunda geração: com tração traseira, maior conforto e maior variedade

Uma nova geração foi lançada em julho de 2003. Completamente redesenhadas, todas as variantes do Vito agora contavam com tração traseira em vez de tração dianteira. Além disso, uma variante de tração nas quatro rodas acrescentou à diversidade de modelos, abrindo o caminho para a robusta van operar fora dos trilhos. Havia também uma variedade de motores mais potentes para escolher: enquanto o motor diesel topo de gama apresentava uma potência de 224 cv a 3800 rpm, o motor V6 a gasolina de alto desempenho agora fornecia 258 cv a 5900 rpm.

Dependendo da variante do modelo, o comprimento do veículo foi estendido em até 58 centímetros para um máximo de 5,24 metros, enquanto a distância entre eixos aumentou em até 43 centímetros para um máximo de 3,43 metros. Pela primeira vez, o novo Vito estava disponível em três diferentes comprimentos de carroceria, duas alturas de teto e cinco motores diferentes e estava mais bem equipado do que nunca para atender às diversas demandas de diversos setores. Este enorme salto evolutivo valeu a pena: em 2005, o júri europeu elegeu o Vito como “Van do Ano” “.

A segunda geração de furgões Vito também estabeleceu um padrão no que diz respeito à eletrificação: em um estágio muito inicial, a Mercedes-Benz intensificou o desenvolvimento de acionamentos alternativos e em 2010 já começou a produzir uma pequena série de 100 veículos Vito E-CELL. A van movida a bateria estava equipada com motor elétrico de 70 kW (95cv) e bateria de íon-lítio com capacidade de 32 kWh. Após a fase de testes, as primeiras vans puramente elétricas deixaram a fábrica para entrega em abril de 2011.

O Vito de segunda geração superou seu antecessor notável e em seu ano de vendas de maior sucesso foi vendido quase 80.000 vezes. No total, a Mercedes-Benz vendeu quase 750.000 da van de tamanho médio de segunda geração.

A terceira geração: ainda mais versátil e atraente

Em maio de 2014, a terceira geração do Vito comemorou sua estreia. Graças a um novo visual, esta nova adição foi estendida em até 13 centímetros de comprimento para um máximo de 5,37 metros, embora a distância entre eixos permaneceu inalterada e, portanto, ofereceu mais espaço para carga e passageiros. Além disso, os clientes passaram a ter mais opções no que diz respeito ao sistema de tração: além da tração traseira e integral, a tração dianteira voltou a estar disponível em conjunto com o motor diesel de entrada em dois estágios de potência. Não apenas a variedade de vans médias convencionais cresceu; a oferta para veículos elétricos também: o eVito puramente elétrico está no mercado desde 2018. Desde 2014, mais de 600.000 das variantes atuais do Vito foram vendidas.

O eVito Tourer: pioneiro localmente livre de emissões no segmento de transporte urbano de passageiros

Em 2018, a Mercedes-Benz lançou o eVito, abrindo caminho para o transporte local de mercadorias sustentável e livre de emissões em áreas urbanas. Na última etapa evolutiva, apresentada na primavera de 2020, o eVito demonstra que está mais bem equipado para atender aos requisitos relativos ao desempenho da unidade e alcance e é mais do que capaz de operar como um ônibus de hotel, espaço táxi ou veículo para serviços de compartilhamento de caronas, por exemplo. A bateria está localizada abaixo do piso, permitindo o uso irrestrito do compartimento de carga e do passageiro. Graças às opções de carregamento flexíveis e à possibilidade de carregamento rápido com corrente contínua, o eVito Tourer agora é ainda mais versátil e pode atingir um alcance de 421 km.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

comentários recentes