Selecione a página

Mercedes promete ao EQS 700 km de autonomia

Mercedes promete ao EQS 700 km de autonomia

Na assembleia geral dos acionistas da Daimler, o presidente da Daimler, Ola Kallenius, anunciou que o novo Mercedes EQS terá um alcance de 700 km no padrão WLTP (europeu).

O EQS está posicionado como um sedã Mercedes Classe S dotado de propulsão elétrica. Michael Kelz, chefe de desenvolvimento do Mercedes EQC, apresenta os planos de eletrificação da marca: “Teremos um carro elétrico sem dúvida no mesmo nível de um Classe S, mas não será um Classe S tão simplesmente convertido para um veículo elétrico”, diz Kelz.

O Mercedes EQS será um carro de luxo que se posicionará no topo da gama EQ. Ao contrário da próxima geração do BMW Série 7, que terá propulsão elétrica na carroceria convencional, é óbvio que o novo Classe S não terá uma versão puramente elétrica, esse papel caberá ao Mercedes EQS.

Mercedes EQS na plataforma MEA

Apresentado no Salão Automóvel de Frankfurt de 2019, o Mercedes EQS será construído sobre a nova arquitetura elétrica MEA (código interno EVA II). O Mercedes EQS é o primeiro modelo EQ da nova plataforma MEA porque o Mercedes EQC SUV é construído em uma plataforma MRA convencional derivada do GLC.

Mas antes que o Mercedes EQS apareça em 2021, a Mercedes lançará este ano o novo Mercedes EQA e EQB, que são dois SUVs elétricos compactos baseados no GLA e GLB sendo construídos na plataforma MFA II de tração dianteira e não no MEA. Ambos os modelos terão mais de 400 km de alcance WLTP.

Pela primeira vez, com a voz de Ola Kallenius, a Mercedes prometeu um alcance de 700 km WLTP para o novo Mercedes EQS, com base em uma nova bateria de íon de lítio e uma aerodinâmica otimizada. Para chegar a tal alcance, acredita-se que o modelo EQS terá uma bateria de 100 kWh e potência na casa dos 408 cv.

Novos modelos Mercedes 2020-2023

A revista alemã Auto Motor und Sport apresentou novas fotos do sedã elétrico de luxo EQS, no qual a parte traseira possui menos camuflagem. Pela primeira vez, você pode ver a enorme tampa traseira que inclui a vigia e se estende até o teto.

A forma do teto em forma de cupê e o para-brisa plano são claramente visíveis. A porta tem uma linha de janela inferior ligeiramente curva.

As janelas não apresentam molduras como é normal para um cupê de quatro portas de luxo. Podemos ver também o balanço dianteiro curto, enquanto os faróis estreitos se estendem até os para-lamas. A grade do radiador fechada é colocada muito baixa e, em seguida, a linha de cintura sobe quase perfeitamente até o teto panorâmico de vidro grande.

 O Mercedes EQS será construído em Sindelfingen, no mesmo local em que o novo Mercedes Classe S será fabricado e é um pilar importante do futuro da mobilidade elétrica da marca.

A Mercedes investirá mais de 10 bilhões de euros em eletromobilidade até 2022 e os futuros modelos de equalização serão construídos em muitas fábricas ao redor do globo. O Mercedes EQC é construído em Bremen, o Mercedes EQA sairá da linha de montagem da planta modernizada da Rastatt, enquanto o EQS virá de Sindelfingen.

Outros planos incluem um SUV elétrico de luxo como concorrente do Tesla Model X. A Mercedes terá em 2022 dez carros puramente elétricos.

Fonte: Auto Motor und Sport

Sobre o autor

Deixe uma resposta

comentários recentes