Selecione a página

Mercedes-Benz expande ainda mais a comunicação Car-to-X, sistema reconhece agora até buracos

Mercedes-Benz expande ainda mais a comunicação Car-to-X, sistema reconhece agora até buracos

Grandes buracos são um risco à segurança, porque se os motoristas não os reconhecerem a tempo, eles não poderão mais tomar medidas evasivas ou reduzir sua velocidade. Também existe o risco de danificar os pneus e o sistema de suspensão. Na pior das hipóteses, acidentes podem acontecer. A Mercedes-Benz agora está aumentando a segurança com funções adicionais do sistema Car – to – X.

Os novos modelos Classe C e Classe S, bem como o EQS, podem detectar buracos ou redutores de velocidade. Se a central de chassis registar tal evento e o serviço “Comunicação Car-to-X” estiver ativado, a informação é enviada em tempo real para a nuvem da Mercedes-Benz através da rede de celulares, juntamente com os dados de posicionamento. Os automóveis de passageiros da Mercedes-Benz nas proximidades são informados e os eventos são exibidos em ícones no mapa de navegação. Cerca de dez segundos antes de a seção da pista relevante ser alcançada, um aviso sonoro é dado e o ícone é visualmente destacado.

Novos alertas

Os automóveis Mercedes-Benz produzidos a partir de 2016 podem receber as informações de aviso. No total, são mais de três milhões de veículos em todo o mundo. Os pré-requisitos são uma conta Mercedes me, bem como a ativação e disponibilidade online do serviço “Comunicação Car-to-X”. Nestes veículos, os avisos são dados com a conhecida saída de voz “Evento de trânsito à frente”. No novo Classe C, Classe S e EQS, o aviso sonoro é “Cuidado, buraco!” ou “Atenção, redutor de velocidade”. Os novos alertas estão agora disponíveis em mercados selecionados em todo o mundo e em todos os 36 idiomas reconhecidos pelo sistema de infoentretenimento.

A Mercedes-Benz desenvolveu as novas funções Car-to-X internamente. O novo sistema de detecção de buracos foi testado no Immendingen Test and Technology Center (PTZ), entre outros locais. Mais de 30 pistas de teste e teste diferentes estão disponíveis em uma área de 520 hectares, incluindo as conhecidas como pistas de conforto com solavancos e buracos de todos os tipos.

Os modelos das classes C e S da nova geração e o EQS podem detectar buracos quando um determinado valor limite é atingido durante a compressão e o rebote repentinos da suspensão, e isso também ocorre no eixo traseiro após o eixo dianteiro com um certo atraso. Um algoritmo semelhante é usado para detectar redutores de velocidade: neste caso, a detecção é feita por meio da sequência de compressão e rebote.

Outra função Car-to-X da Mercedes-Benz usa as informações do Crosswind Assist: Se este sistema de assistência se tornar ativo em caso de vento cruzado forte e apoiar o motorista com freadas direcionadas ou intervenções de direção, o Mercedes-Benz Cloud também é notificado. Os motoristas que seguem atrás podem, portanto, ser avisados ​​especificamente sobre rajadas.

Como os sensores de outros carros também são usados, a tecnologia Car-to-X expande significativamente a cobertura da tecnologia de sensor do próprio veículo, por exemplo, os sistemas de radar ou câmeras. A tecnologia Car-to-X permite olhar para o outro lado, por assim dizer.

Antecedentes: Tecnologia Car-to-X na Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz já introduziu a rede móvel em 2013, estabelecendo uma tecnologia que permite a transmissão e recepção de avisos de perigo. Desde 2016, a comunicação Car-to-X foi instalada como padrão em combinação com sistemas de navegação – inicialmente no Classe E e agora em todos os veículos Mercedes-Benz.

Para utilizar o serviço “Car-to-X”, o cliente deve ter uma conta Mercedes me connect e ter ativado o serviço. Só então os dados são registrados no veículo e os dados do carro para X relacionados ao veículo são enviados para o back-end, onde são anônimos. O serviço está disponível gratuitamente durante os primeiros três anos, podendo então ser renovado mediante o pagamento de uma taxa. Os condutores da Mercedes-Benz podem ativar ou desativar facilmente o serviço através da conta de utilizador no Portal Mercedes me ou na aplicação Mercedes me. É aqui que eles também podem se opor à transferência de dados.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

comentários recentes