Selecione a página

Há 25 anos nascia o poderoso C 36 AMG, primeiro projeto em conjunto entre a Mercedes-Benz e a AMG

Há 25 anos nascia o poderoso C 36 AMG, primeiro projeto em conjunto entre a Mercedes-Benz e a AMG

O Mercedes-Benz C 36 AMG fez sua estreia no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt em setembro de 1993. O sedã de alto desempenho (W 202) foi o primeiro projeto conjunto a ser criado pela Mercedes-Benz juntamente com a empresa de engenharia AMG fundada em 1967.

Este pacote de potência para o Classe C é uma declaração clara sobre a esportividade automotiva. Quando o último modelo deixou a linha de produção em 1997, haviam sido fabricados um total de 5.221 unidades. Isso foi 10 vezes mais do que o exclusivo 190 E 2.5-16 Evolution II (W 201) de 1990 com dados de desempenho semelhantes.

O Mercedes-Benz C 36 AMG encantou os especialistas e fãs em 1993. Isso também graças a uma história de paixão pela estrela da Mercedes que remonta à década de 1960: em 1967, Hans Werner Aufrecht e Erhard Melcher fundaram sua empresa de engenharia para design e testes no desenvolvimento de motores de corrida. Em seu tempo livre, os dois funcionários da Mercedes-Benz já haviam construído carros de corrida com base em modelos de produção seriada da estrela. A otimização esportiva dos veículos de clientes para a estrada agora se tornou uma segunda carreira.

A sigla AMG vem do sobrenome dos sócios Hans Werner Aufrecht (A), Erhard Melcher (M) e da cidade natal de Melcher, Grosspach (G). Foi graças as corridas de carros de turismo, onde a Mercedes-Benz e a AMG cooperaram com muito sucesso, em particular no Campeonato Alemão de Carros de Turismo (DTM). Então, a partir de 1990, eles também começaram a colaborar no desenvolvimento de modelos esportivos de alto desempenho para a produção em série da Mercedes-Benz. O C 36 AMG foi o primeiro resultado dessa colaboração frutífera. Seguiram-se na sequencia as variantes de alto desempenho como o sedã E 60 AMG (W 124) e do SL 60 AMG (R 129), que traziam um brutal motor V8 de 381 cv.

A base para o C 36 AMG foi formada pelo sedã Mercedes-Benz C 280. Em vez do motor de seis cilindros em linha (M 104), foi utilizada a versão de 3,2 litros, utilizadas pelo sedã E 320 (W 124). Para aumentar a capacidade cúbica do motor para 3.606 cm³, os engenheiros da AMG aumentaram o diâmetro dos pistões de 89,9 para 91 mm e o curso de 84 para 92,4 mm.

O virabrequim veio do motor diesel (OM 605 D 35 A) de 3,5 litros tiveram os contrapesos revistos e reequilibrados. Durante a preparação, os engenheiros usaram outros componentes da gama Mercedes-Benz de carros de passeio: os freios dianteiros do C 36 AMG eram os mesmos do roadster SL 600, já os do eixo traseiro eram oriundos do E 420.

Outros refinamentos adicionais contribuíram para a história bem-sucedida do C 36 AMG. No motor, além dos novos pistões, houve modificação dos bocais de pulverização de óleo, novo coletor de admissão com maior curso e tempos de abertura das válvulas, saídas de escape redimensionadas. Essa receita conseguiu extrair do motor de 3,6 litros uma potência de 280 cv a 5.750 rpm e torque máximo de 39,2 k.gfm entre 4.000 a 4.750 rpm

A transmissão automática de quatro velocidades também impressionava – como testemunhou a revista especializada “Auto Motor und Sport” em sua edição de 20/1994: “Ela muda rapidamente e discretamente as marchas, imediatamente reage ao kickdown e graças ao seletor manual do câmbio, em rotas sinuosas, isso não só aumenta a alegria de dirigir; como também aumenta a harmonia do conjunto”. Equipar o C 36 AMG com o sistema de controle de tração (TCS) também deixou prazer de guiar esportivamente aceitável e sem arrependimentos.

O C 36 AMG foi o estágio inicial da cooperação direta entre a Mercedes-Benz e a AMG – uma notável história de sucesso. Em 1999, o grupo de Stuttgart assumiu uma participação majoritária na AMG e, desde 2005, a Mercedes-AMG GmbH é uma subsidiária integral da Daimler AG. Hoje, a paixão pelo desempenho se traduz em modelos esportivos que cobre praticamente toda a gama de carros de passeio Mercedes-Benz, com mais de 50 diferentes opções. Desde 2009, a AMG também vem demonstrando o alto nível de experiência no desenvolvimento de carros esportivos feitos de forma totalmente autônoma, como o SLS AMG e o Mercedes-AMG GT.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

comentários recentes